8.13.2008

12/08/2008 Discurso de Arnaldo Faria de Sá

O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, espero que possamos votar a medida provisória e os 2 projetos com urgência constitucional que trancam a pauta e, a partir daí, destravada a pauta, colocar em votação o projeto que todos os aposentados e pensionistas aguardam ansiosamente, aquele no qual se vai votar a possibilidade de o reajuste ser igual ao do salário mínimo, o grande sonho de todos os aposentados e pensionistas. O projeto, já aprovado pelo Senado, por uma Comissão Especial desta Casa, não cria nenhum rombo, porque não tem efeito retroativo. É só a partir de agora. Essa é a grande expectativa e o grande sonho de todos aqueles que aguardam ansiosamente essa votação. Pude constatar isso, no último final de semana, andando por algumas cidades da grande São Paulo. Em todas as cidades por onde se vai, as pessoas cobram: E aquele projeto? Vai ser votado ou não vai ser votado? Estive lá em Poá, com o Prefeito Roberto Marques, na Associação Batuíra, onde liberamos uma emenda, e lá a cobrança foi nesse sentido. Estivemos também no distrito de Remédios, em Salesópolis, e a mesma cobrança. Aproveito para cumprimentar o Jacaré, o Ratinho, o presidente da Câmara daquela cidade. Também estivemos em Biritiba-Mirim, com o Prefeito Joaquim e com o André, com o Henrique também, e encontramos pessoas fazendo a mesma cobrança. E estivemos em Itaquaquecetuba, no Bandeirantes. Cumprimento o Prefeito Armando da Farmácia e todos aqueles que participaram daquela homenagem. No domingo, em Caieiras, juntamente com os Vereadores Hamamoto e Gersinho, percorremos várias unidades, a de Laranjeiras com Macedo, Marcelino, com as pessoas que estavam todas esperando uma solução nesse sentido. Tenho certeza que aquela caminhada com o Hamamoto e com o Gersinho provou que realmente a cidade de Caieiras vai ter um grande momento a partir de agora. Também no seminário da FESPESP , que tivemos ontem pela manhã, na Associação dos Servidores Públicos, todos esperam uma tomada de posição, a reforma, essa mudança a partir daqui do Congresso Nacional e da Câmara dos Deputados. Obrigado, Sr. Presidente.
Postar um comentário