11.27.2008

25/11/2008 Release Pronunciamentos de 25/11/2008

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ SEM SUPERVISÃO Sessão: 291.2.53.O
Hora: 18:18 Fase: BC Orador: ARNALDO FARIA DE SÁ Data: 25/11/2008
O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) Para uma breve intervenção, tem a palavra o ilustre Deputado Arnaldo Faria de Sá.

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) Sr. Presidente, queria registrar o encontro das Guardas Municipais de Limeira, na última sexta-feira, junto com o Comandante Braga; lembrar também do encontro da Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo, cujo Presidente é Mauro de Martino, em São Paulo. Ontem, na Câmara Municipal de Santos, realizou-se uma grande reunião com o Senhor Antonio Carlos Domingues da Costa da ATMAS e o Sindicato da Administração Portuária do porto de Santos - SINDAPORT através de seu Presidente Everandi Cirino, que reclama da situação dos aposentados e que esta Casa não toma providências. Houve também a reunião do Sindicato das Industrias da Panificação da Zona Sul, cujo Presidente, o Antero Pereira, estava presente. À noite, houve uma reunião dos moradores de Jabaquara que não querem ser desapropriados para a instalação de uma pista suplementar no Aeroporto de Congonhas. Estavam presentes Ciriaco Camargo Filho e vários moradores. Todos reclamam, até porque Congonhas não é mais aeroporto internacional, é apenas aeroporto doméstico; sendo assim, é só fazer as adaptações necessárias, diminuir o número de passageiros por aeronave, o peso da carga e dos combustíveis, que, sem dúvida nenhuma, foram os causadores do último grande acidente da TAM no Aeroporto de Congonhas. Portanto, não se pode querer prejudicar os moradores de Jabaquara com uma desapropriação tão grande. Mais de 800 moradores estavam nessa assembléia. Todos, na sua vontade uníssona, foram contrários a essa desapropriação e enviaram ao Prefeito Gilberto Kassab, ao Governador José Serra e ao Ministro Nelson Jobim a manifestação de contrariedade de todos os moradores com essa condição. Obrigado, Presidente Inocêncio.

Postar um comentário