1.23.2009

23/01/2009 - Notícias

Cartão de crédito do aposentado
Voltado para beneficiários do INSS, produto da Caixa é sem anuidade e terá desconto em folha Rio - A Caixa Econômica Federal lançou o Cartão Visa Consignado para aposentados e pensionistas do INSS, sem a cobrança de anuidade. A taxa de juros será de 3,5% ao mês.
O novo modelo permite a compra de produtos e serviços em milhares de estabelecimentos credenciados, pagando à vista ou em parcelas sem juros. O grande diferencial é que o pagamento mínimo da fatura poderá ser descontado mensalmente na folha de pagamento dos benefícios — valor equivalente a até 10% da margem consignável dos segurados.
Para correntistas da Caixa, o saldo devedor da fatura pode ser pago nos terminais de auto-atendimento e no Internet Banking Caixa. Os não-correntistas têm a opção de pagamento em casas lotéricas, correspondentes bancários e agências da instituição financeira.
Segundo a Caixa, a fatura será apresentada por meio de ficha de compensação, enviada mensalmente para o endereço de correspondência dos segurados, antes da data de vencimento. O fechamento da fatura é no dia 25 de cada mês e o pagamento será sempre no dia 7.
Os segurados do INSS terão até 40 dias para pagar suas compras, dependendo da data de realização das operações. A Caixa informa que será cobrada uma taxa única de R$ 15 para emissão do cartão de crédito. O modelo não permite efetuar saque ‘cash’ — retirar dinheiro nos caixas eletrônicos para pagar na fatura. Essa versão não permite a emissão de cartão adicional.
O gerente de produtos Cartões de Crédito da Caixa, João Regis Theophilo Magalhães, explica que, se o aposentado receber R$ 1 mil, terá R$ 100 mensais — 10% da margem consignável — reservados para a modalidade. “O limite será de 20 vezes o valor da margem. Nesse exemplo, R$ 2 mil”, diz.
Os interessados devem procurar uma agência da Caixa para autorizar o INSS a reservar 10% do benefício para o pagamento do cartão de crédito Caixa. É preciso levar identidade, CPF e número do benefício. “A expectativa da Caixa é liberar 200 mil cartões para esse público até junho. Também estudamos incluir mais uma bandeira. O produto é bastante competitivo e ainda traz segurança porque não é necessário usar dinheiro”, afirma o gerente.

Postar um comentário