2.02.2009

02/02/2009 Agência Câmara

Eleições - 02/02/2009 11h03
Deputados terão cinco sessões para definir as comissões da Câmara
Após a eleição para a Mesa Diretora, os parlamentares têm prazo de cinco sessões para definir a composição das 20 comissões permanentes da Câmara. Essa composição, assim como a eleição da Mesa, segue o princípio da proporcionalidade partidária, pelo qual o partido que tem mais representantes tem prioridade na escolha das comissões que vai presidir. Além disso, os maiores partidos terão mais cadeiras na comissão.A comissão preferida pelos grandes partidos, na hora de escolher a presidência, é a de Constituição e Justiça e de Cidadania, por onde passam todos os projetos que tramitam na Câmara.O Colégio de Líderes vai se reunir logo após a eleição para definir que blocos terão prioridade na escolha da presidência das comissões e o número de integrantes. Após a definição desse número, os líderes indicam os deputados que vão compor as comissões. A etapa seguinte será a escolha da data da instalação dos trabalhos.Projetos aprovadosEm 2008, 346 propostas foram aprovadas em caráter conclusivo pelas comissões, contra 210 projetos aprovados pelo Plenário. Um projeto aprovado em caráter conclusivo não depende de votação do Plenário: ele segue para sanção presidencial ou para análise do Senado, dependendo da situação.O diretor do Departamento de Comissões, Sílvio Avelino, lembra que as comissões têm a tarefa de analisar as propostas e também de ouvir a sociedade a respeito das matérias. "No Plenário, a não ser quando há comissão geral, não ocorrem audiências públicas. Já nas comissões, as audiências públicas constituem uma ferramenta importantíssima para o debate com a sociedade em torno dos assuntos que lá são tratados."No ano passado, as comissões da Câmara realizaram 363 audiências públicas e 49 seminários, que reuniram 2,5 mil convidados ou convocados, entre especialistas e representantes da sociedade civil e do governo. Além das 20 comissões permanentes, a Câmara pode criar comissões especiais, para tratar de um tema específico, e comissões parlamentares de inquérito. Em 2008, funcionaram 29 comissões especiais e 3 CPIs.Há, ainda, três comissões mistas permanentes (da Câmara e do Senado) - a de Orçamento, a do Mercosul e a de Mudanças Climáticas. Eventualmente, as duas casas também se reúnem em CPIs mistas para investigar fatos determinados. Leia mais:Presidentes da Câmara ajudam a escrever a história do BrasilNovo presidente indicará ouvidor e procurador da Câmara
Reportagem - Paula Bittar/Rádio CâmaraEdição - Pierre Triboli(Reprodução autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara')
Postar um comentário