3.05.2009

04/03/2009 Registro de Relatório ao PL 4434/2008

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.

O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Tem V.Exa. a palavra.

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, na qualidade de Relator do Projeto de Lei nº 4.434, oriundo do Senado — Projeto nº 58 do Senador Paulo Paim — , que trata da recomposição das perdas de aposentados e pensionistas, apresentei hoje relatório que dá parecer favorável a esse projeto do Senador Paim. Aguardamos que a Comissão possa votá-lo o mais rapidamente possível, para que depois encaminhemos à Comissão de Finanças e Tributação, e posteriormente à Comissão de Constituição e Justiça. Esse projeto é terminativo, e não havendo recurso, ele será decidido apenas pelas Comissões. Aguardamos rapidamente que ele seja colocado em pauta para ser votado. Todos os aposentados e pensionistas, com ansiedade, aguardavam a apresentação do relatório. Já tivemos o primeiro dia útil de instalação da Comissão, sem esperar mais delongas, no sentido de atender ao anseio de todos os aposentados e pensionistas. Com certeza, Sr. Presidente, também vamos cobrar a apresentação do relatório na Comissão de Finanças e Tributação sobre o projeto que extingue esse maldito fator previdenciário. Muita gente tem aguardado a votação desse projeto, porque muitos esperam o momento de se aposentar. O prejuízo tem sido muito grande: homens perdem cerca de 30% a 40% com o redutor, enquanto mulheres chegam a perder 50%.Queremos votar rapidamente esse parecer, que já foi votado na Comissão de Constituição de Seguridade Social e Família. Germano Bonow, nosso Relator naquela Comissão, já deu parecer favorável, e aguardamos rapidamente a votação na Comissão de Finanças e Tributação. Sem dúvida nenhuma, queremos acabar com o maldito fator previdenciário e quanto ao projeto que trata da recomposição das perdas, já apresentamos o relatório ontem na Comissão de Seguridade Social.Obrigado, Presidente Inocêncio Oliveira.

Postar um comentário