10.22.2009

21/10/2009 Defesa dos Deficientes Visuais

PRESENTES OS SEGUINTES SRS. DEPUTADOS:

O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - A lista de presença registra o comparecimento de 242 Senhoras Deputadas e Senhores Deputados.
O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - Venham ao Plenário, Srs. Deputados. Precisamos atingir o quorum de 257 para votar a matéria que está na Ordem do Dia.
O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - Tem a palavra o Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Reclamação. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar a posse do Ministro José Múcio Monteiro no Tribunal de Contas da União e cumprimentar S.Exa. pelo grande trabalho que fez como Líder do PTB e como Ministro das Relações Institucionais. Desejo que tenha êxito no Tribunal de Contas da União. Sr. Presidente, quero fazer uma reclamação a respeito de um cartaz distribuído pela própria Câmara dos Deputados em vários panfletos e até em painéis, que diz o seguinte: Em terra de cego, quem tem um olho érei. Não podemos, a Câmara dos Deputados, fazer propaganda desse tipo. Peço a V.Exa. que determine sejam retirados esses cartazes e o próprio painel, porque é uma agressão aos deficientes visuais. Temos que ter respeito. Nossa Casa não pode cometer este equívoco: Em terra de cego, quem tem um olho é rei. É lamentável que a Câmara dos Deputados tenha feito...
O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - Deputado Arnaldo Faria de Sá, do que está tratando o cartaz? Do que trata?
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Trata do sistema de comunicação da Câmara dos Deputados. Independentemente do que trate, não pode este título capitanear o cartaz: Em terra de cego, quem tem um olho é rei.
O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - Acolho a reclamação de V.Exa. e determinarei à Diretoria da Casa que recolha esses cartazes.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Muito obrigado.
Postar um comentário