3.02.2010

02/03/2010 Arnaldo Cobra votação da PEC 300

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Sr. Presidente, peço a palavra pela ordem.

O SR. PRESIDENTE (Michel Temer) - Tem V.Exa. a palavra.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, agradeço a V.Exa. a informação que deu ao Plenário. Acho que a Segurança, até a decisão final, não precisa proibir a entrada na Casa. O que mais me chocou é o fato de as portarias principais estarem cheias de policiais militares do DF. Não precisa disso. Temos a Polícia Legislativa. Há um batalhão de policiais militares que não quer a PEC 300. Sr. Presidente, solicito a V.Exa. que determine que os policiais militares que estão na portaria do Anexo II e na portaria principal se retirem daqui. Não queremos os policiais do DF na Casa. Queremos outros policiais presentes,a fim de apresentarmos a PEC 300.
O SR. PRESIDENTE (Antonio Carlos Magalhães Neto) - Deputado Arnaldo Faria de Sá, eu jáhavia orientado o Diretor-Geral a liberar os acessos aos gabinetes. Existem muitos cidadãos que vão vir aqui, porque estão agendados com os Parlamentares — Prefeitos, Vereadores e pessoas, em geral, do Brasil inteiro. Então esse acesso já estava liberado, independente da consulta ao Presidente Michel Temer. Há um diálogo que está acontecendo agora com os policiais militares para organizar o acesso daqueles que vão vir aqui, legitimamente, acompanhar a votação da PEC 300. Vamos tratar de duas formas distintas: uma são as demandas habituais e cotidianas para os Parlamentares; outra coisa são aqueles que querem acompanhar legitimamente a votação da PEC 300 e terão acesso. Porém, esse acesso deve se dar de forma organizada. O Presidente Michel Temer já está chegando para organizar.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente só queria aditar uma coisa. Gostaria que V.Exa. determinasse que a Polícia Militar do DF saísse da portaria da Casa, porque quem está comandando a entrada da Casa é aquele Coronel que bateu nos estudantes da UnB. Ele não tem que fazer isso não! Venha ver a forma truculenta como ele está agindo. Não estou reclamando da segurança da Casa, não! Estou reclamando da Polícia Militar do DF. Quero e solicito que V.Exa. determine que ele se afaste da portaria. Não tem por que ficar aqueles brucutus todos na porta. Queremos, os policiais militares querem votar a PEC 300 e não os policiais militares que não querem nada com a PEC 300, Sr. Presidente.
O SR. PRESIDENTE (Antonio Carlos Magalhães Neto) - V.Exa não se preocupe, nós vamos manter o diálogo com o Diretor de Segurança da Casa para ajustar da melhor forma. De fato, não vejo nenhuma necessidade de, ostensivamente, criarmos qualquer tipo de clima, o que só vai prejudicar esse processo de votação, que vai ocorrer de uma forma harmônica, tenho certeza.
Postar um comentário