9.08.2010

A VOZ DO BRASIL

LOC- ARNALDO FARIA DE SÁ, do PTB de São Paulo, criticou o governo federal por vetar o fim do fator previdenciário. Segundo ele, as pessoas perdem cerca de 40 por cento da aposentadoria com o fator previdenciário. 
Arnaldo Faria de Sá: É uma pressão muito grande para acabar com esse maldito fator previdenciário. Que é um absurdo. Uma pessoa completa o tempo de trabalho de 30 anos a mulher e de 35 o homem, e vai perder na aposentadoria 40 por cento do valor da sua aposentadoria por causa desse maldito fator previdenciário. Isso se for homem, porque se for mulher, o prejuízo é maior ainda, chega a 50 por cento. Então, nós vamos lutar muito para votar esse 3299 e acabar com esse fator previdenciário, que é uma discrecência, é uma coisa absurda. E ele foi criado pelo governo passado, não foi por esse governo não. Quando na reforma da previdência eles perderam o limite de idade e vieram com esse maldito fator previdenciário.
LOC- ARNALDO FARIA DE SÁ cobrou ainda a aprovação do projeto que trata da recomposição das perdas das aposentadorias e pensões.
Arnaldo Faria de Sá: Trata justamente disso da recuperação das perdas de aposentados e pensionistas, criando um parâmetro sem pagar atrasado, pra ninguém dizer que está querendo quebrar a previdência. Na verdade, a previdência urbana é superavitária.
Postar um comentário