12.02.2010

01/12/2010 Arnaldo Faria de Sá, Relator da CEANISTI, reclama do apoio recebido da Casa durante apresentação e seu Parecer.

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Sr. Presidente, eu queria registrar uma reclamação.
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Pois não, Deputado Arnaldo Faria de Sá. O Plenário já estava com saudade de V.Exa.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Reclamação. Sem revisão do orador.) - Eu estava na Comissão, Sr. Presidente. Eu era o Relator, na Comissão Especial de Anistia, de um relatório com mais de 80 páginas e vários anexos. Nós pedimos mais de uma vez ao representante do Setor das Comissões na Câmara para diminuir o ar-condicionado daquela sala. A informação absurda que recebemos foi que o ar-condicionado era controlado por um controle central e não poderia ser modulado naquela Comissão. É um absurdo que numa Casa dessa importância nós tenhamos essa informação. Mais de uma vez se reclamou. Infelizmente, tivemos que concluir a leitura do relatório sem a mínima condição, em razão daquele ar-condicionado. É um absurdo que a informação que tenha sido dada pelo Diretor das salas das comissões foi a de que não se pode modular o ar-condicionado de cada uma das Comissões. É a reclamação que eu gostaria de fazer a V.Exa.
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Está registrada a reclamação de V.Exa.
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Vamos seguir a ordem das inscrições para os pronunciamentos
Postar um comentário