12.02.2010

02/12/2010 NOTICIAS MPAS

Da Redação (Brasília) – O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, fez um balanço de sua gestão no ministério e dos oito anos de governo Lula na última reunião de 2010 do Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS), realizada nesta terça-feira (30). “Vamos entregar a Previdência muito melhor do que a recebemos”, afirmou o ministro.
Gabas destacou que, durante os últimos oito anos, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) saiu de uma situação caótica e passou a ser uma referência positiva. “Foi uma luta para que a Previdência tivesse o reconhecimento que tem hoje”, ressaltou o ministro.
Gabas defendeu que no próximo governo não seja feita uma grande reforma previdenciária e afirmou que a política de Previdência Social terá continuidade. “Alcançamos uma melhoria não só no atendimento à população, mas também nas contas da previdência”, comemorou o ministro.
Ele lembrou que o sistema de previdência rural foi instituído pela Constituição de 1988 para proteger o homem do campo e que tem fontes de financiamento para isso. “A previdência urbana soma R$ 9 bilhões de saldo positivo, e, na previdência rural, não há o que se falar em saldo positivo ou negativo”, comentou Gabas.
O ministro da Previdência Social finalizou dizendo que a consolidação do CNPS como um espaço de diálogo foi um grande avanço. “Todas as grandes mudanças foram debatidas e avaliadas nesse conselho”, afirmou. O próximo encontro do órgão colegiado será em fevereiro de 2011.
Informações para a Imprensa
Talita Lorena
(61) 2021-5113
ACS/MPS
Postar um comentário