3.24.2011

23/03/2011 Registros Municipais

O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Para uma breve intervenção, concedo a palavra pela ordem ao Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, quero registrar o aniversário de 20 anos da Associação dos Poveiros da cidade de São Paulo. Cumprimento o Laurentino Vilar, seu Presidente. Estivemos lá, no último domingo, no almoço da Associação dos Poveiros. Quero cumprimentar todos aqueles que vieram de Póvoa de Varzim, sem dúvida nenhuma muito bem representados por esta entidade, que faz um importante trabalho. E, por intermédio do seu Presidente, Laurentino Vilar, quero cumprimentar a todos eles. Quero cumprimentar também a Mesa Diretora da Câmara por ter nomeado para o Departamento de Apoio Parlamentar — DEAPA, a Cláudia Almeida, uma funcionária exemplar desta Casa, que, sem dúvida nenhuma, faráum grande trabalho nesse Departamento de Apoio Parlamentar.  Quero também cumprimentar a cidade de Ibiúna, por completar hoje 154 anos. Gostaria de estar lá presente. Mando daqui um abraço ao nosso Prefeito Koichi Muramatsu, e daqui mandamos um abraço a toda a população ibiunense. Lembramos que Ibiúna foi aquela cidade que, na época da ditadura, teve a prisão de um grande número de estudantes que realizavam um congresso da UNE naquela cidade. Existe, inclusive, uma praça em homenagem a eles em Ibiúna. Parabéns, Ibiúna!
Obrigado, Presidente Inocêncio Oliveira. 


ÍNTEGRA
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pronuncia o seguinte discurso.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, assomo a tribuna para se fazer registrar nos Anais desta Casa a comemoração, na data de hoje, do 20º Aniversário da Associação dos Poveiros da cidade de São Paulo. Trago para conhecimento da Casa um breve relato dessa importante associação:
Em 06 de abril de 1991, era fundada a Sociedade dos Poveiros de São Paulo, por iniciativa do Dr. Manuel Fernandes da Cruz apoiado por vários poveiros que em São Paulo viviam e tinham a vontade de ter um local de congraçamento, para juntos lembrarem dos bons tempos de Portugal, da Póvoa de Varzim. Com a presença de mais de 70 Poveiros na Assembleia Geral formada para a criação e votação do quadro dirigente, foi eleito o Dr. Manuel Fernandes como o primeiro presidente da Associação. Tal feito foi publicado no jornal A Voz da Póvoa do dia 25 de julho de 1991.
A Sociedade dos Poveiros de São Paulo congrega os naturais da cidade da Póvoa de Varzim, Portugal, surgindo da necessidade de se criar um elo de união e congraçamento entre os Poveiros e seus familiares, para relembrar e enaltecer seus filhos ilustres, tais como o escritor português Eça de Queiroz, o mais lido no Brasil, além de outros como Toméde Souza o primeiro governado geral do Brasil e Gomes de Amorim, o maior biógrafo da Garret para citarmos apenas estes entre outros que da Póvoa saíram para o mundo. Também de se fazer as festas em comemoração aos feitos daquela terra de qualidades ímpares. Para a felicidade de toso os Poveiros a compra de sua sede se deu em 29 de agosto de 1997 para a alegria e o regozijo de todos, afinal foram anos de luta e economia para que se pudesse ter a tão sonhada sede social. Mas não bastava comprar a casa onde a sede seria criada e com mais esforços e colaboração da Câmara da Póvoa de Varzim lá de Portugal as reformas e adequações na construção da sede se deram de junho de 2000 até novembro de 2001 e para o orgulho de todos ficou linda e espaçosa. No dia 25 de maio de 2005 foi solicitada a averbação de denominação de Sociedade dos Poveiros de São Paulo para Associação dos Poveiros de São Paulo. Saudamos e cumprimentos, daqui de Brasília, sua atual diretoria que é composta pelo Senhor Laurentino Gonçalves Vilar, Presidente; Manuel João Marques, 1.º Vice-Presidente; Joaquim Alves da Silva, 2.ºVice-Presidente e demais associados da nossa querida Associação dos Poveiros de São Paulo. Era o registro que tinha a fazer, Sr. Presidente. Muito obrigado.
Postar um comentário