4.08.2011

05/04/2011 Votação Trem Bala

O SR. OZIEL OLIVEIRA (PDT-BA. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, votei com o Governo.
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Outro requerimento sobre a Mesa.
O SR. FRANCISCO ESCÓRCIO (PMDB-MA. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, votei com o Partido.
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Outro requerimento sobre a Mesa.
Requeiro o adiamento da discussão por duas sessões da Medida Provisória nº 511, de 2010. Assinado pelo Líder do PSDB
O SR. PRESIDENTE (Marco Maia) - Como vota o PSB/PTB?
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, nós votamos contra esse requerimento e chamamos a atenção para um detalhe: essa obstrução também é obstrução ao TAV — Trem de Alta Velocidade, pois a medida provisória vence no dia 14 e ainda tem de ser votada pelo Senado. Portanto, quem vem com a falácia de querer discutir, na verdade, quer impedir a construção da linha entre Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro. Deve ficar bem clara essa intenção. Não querem a construção do trem-bala, do Trem de Alta Velocidade, prejudicando o setor mais importante deste País. Hoje a Via Dutra é uma avenida, não é mais uma rodovia. O Vale do Paraíba está totalmente conturbado, precisa do Trem de Alta Velocidade. Quem não quer o Trem de Alta Velocidade não quer a interligação de Campinas, Aeroporto Viracopos, com o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos e o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Na verdade, aqueles que são contra não querem essa construção. Não adianta apenas fazer obstrução. Estão fazendo obstrução ao trem de alta velocidade. Assumam sua irresponsabilidade. Nós votamos não.
Postar um comentário