8.05.2011

03/08/2011 Consulta aos canais da Câmara abertos à população cresce 6,2%

Consulta aos canais da Câmara abertos à população cresce 6,2%
As consultas aos serviços de atendimento à população da Câmara cresceram 6,2% no primeiro semestre deste ano em comparação ao mesmo período de 2010. Foram 415.357 atendimentos por meio de telefonista, atendimento telefônico eletrônico (ambos pelo 0800 619 619) e e-mail (Fale Conosco), contra 390.937 manifestações no ano passado. De um modo geral, as pessoas procuram os canais para manifestar apoio ou contrariedade a projetos, pedir informação sobre propostas, fazer reclamações e até dar sugestões para os parlamentares. O perfil traçado apenas pelo serviço 0800 no semestre mostra que o canal é procurado por homens (são 53% do universo) morando na região Sudeste (47% do total), e com o ensino médio incompleto (32%). A faixa etária predominante situa-se na casa acima dos 40 anos – 24% têm entre 41 e 50 anos, e 39% estão acima dos 64 anos. Entre as propostas, os campeões de audiência mantêm a mesma dianteira do ano passado: os projetos de lei (PLs) 5476/01 e 3299/08, e a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 300/08 são os mais procurados pela população nestes seis meses.

Telefonia
O PL 5476, de longe o mais consultado, acaba com a assinatura básica na telefonia fixa. Entre janeiro e junho, o projeto foi alvo de 304 mil ligações pelo 0800, dos quais 300,3 mil a favor da proposta, que é de autoria do ex-deputado Marcelo Teixeira (CE). O número de consultas é tão elevado que a Câmara criou, dentro do serviço 0800, um atendimento eletrônico exclusivo para os interessados na proposta. O PL 3299, do Senado, extingue o fator previdenciário nos benefícios da Previdência Social, e motivou 746 contatos com os canais abertos da Câmara. Já a PEC 300, do deputado Arnaldo Faria Sá (PTB-SP), cria um piso salarial nacional para policiais e bombeiros militares. Ela recebeu 1.789 consultas, entre telefonemas e e-mails. As duas propostas são presença constante nas discussões do Plenário desde o ano passado, e há grupos políticos atuantes que pressionam pela votação delas na Casa. Outras propostas procuradas pelos cidadãos no contato com a Câmara foram a PEC 270/08, da deputada Andreia Zito (PSDB-RJ), que concede remuneração integral para o servidor público que se aposentar por invalidez permanente; e a PEC 54/99, do ex-deputado paulista Celso Giglio, que efetiva no serviço público pessoas que entraram sem concurso entre 1983 e 1988.
Postar um comentário