12.08.2011

10/10/2011 Arnaldo Faria de Sá

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, eu gostaria de registrar, uma vez que não estarei aqui no dia 15, data em que será comemorado o Dia dos Professores, a importância do professor em nosso País - e, apesar de sua grande importância, esse profissional está sempre abandonado, largado à própria sorte.
É nossa luta garantir que os professores aposentados tenham o mesmo direito em relação aos benefícios dados aos professores da ativa.
A luta da Associação dos Professores Aposentados do Magistério Público do Estado de São Paulo - APAMPESP aqui nesta Casa vem desde a Constituinte, passando pela revisão da Previdência, na época do Governo FHC e, depois, no Governo Lula. Há um grande prejuízo para os professores, que hoje estão abandonados, largados à própria sorte. Na minha época de aluno, havia uma verdadeira reverência às nossas mestras; hoje, é "tia" para cá, "tia" para lá, um total desrespeito.
O registro que faço aqui, portanto, é para homenagear todos os professores do País por intermédio da APAMPESP, uma entidade de São Paulo que tem um grande trabalho.
Quero cumprimentar também a Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas - COBAP, que, no dia de amanhã, será homenageada com uma sessão especial pelo transcurso de seu aniversário. A COBAP vem desempenhando uma grande luta desde a Constituinte de 88 em benefício dos aposentados, que, sem dúvida nenhuma, também estão largados e abandonados à própria sorte. Aliás, parece que nesta Casa, muita gente não está preocupada com a situação dos aposentados e pensionistas. Então, a grande maioria deve ser filho de chocadeira, não deve ter pai nem mãe.
Meu abraço à COBAP pelo transcurso de seu aniversário
Postar um comentário