6.22.2012

03/04/2012 08:38

Comissão discute necessidades dos surdos usuários de língua portuguesa

A Comissão de Seguridade Social e Família realiza hoje audiência pública para discutir o direito à comunicação e à informação, o universo da surdez e as soluções em acessibilidade necessárias à plena inclusão social das pessoas usuárias de língua portuguesa com deficiência auditiva.
O debate foi proposto pelos deputados Rosinha da Adefal (PTdoB-AL) e Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP).
Os surdos usuários da língua portuguesa (Sulp) são os que utilizam a língua portuguesa – e não a Língua Brasileira de Sinais (Libras) – para se comunicar, por meio das modalidades oral, oro-facial (ou leitura labial) e da escrita.
“O objetivo da audiência é revelar a diversidade existente no universo da surdez e apresentar as necessidades desse primeiro grupo, ainda ignoradas quando da adoção de soluções em acessibilidade nos ambientes”, disse a deputada.
Foram convidados:
- a procuradora da República de São Paulo Eugênia Augusta Gonzaga Fávero;
- o secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Antônio José Ferreira;
- a integrante do Grupo de Pesquisa em Acessibilidade e Tecnologias do Laboratório de
Experimentação Remota da Universidade Federal de Santa Catarina Anahi Guedes;
- a socióloga, ativista e articulista do Blog Surdos Usuários da Língua Portuguesa, Sônia
Ramires de Almeida.
A reunião será realizada às 14h30, no Plenário 7.
Da Redação/WS

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'
Postar um comentário