6.22.2012

09/05/2012 09:48

Relatórios parciais do novo CPC serão apresentados hoje

A comissão especial do novo Código de Processo Civil (PL 8046/10) se reunirá hoje para a apresentação dos pareceres dos relatores parciais da proposta. A matéria está dividida da seguinte forma:
- Parte Geral: deputado Efraim Filho (DEM-PB);
- Processo de Conhecimento e Cumprimento da Sentença: deputado Jerônimo Goergen (PP-RS);
- Procedimentos Especiais: deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG);
- Processo de Execução: deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP);
- Processos nos Tribunais e Meios de Impugnação das Decisões Judiciais e Disposições Finais e Transitórias: deputado Hugo Leal (PSC-RJ).
A apresentação dos textos já foi adiada pelo menos duas vezes, devido à resistência inicial dos sub-relatores à nova relatoria geral da proposta. O deputado Paulo Teixeira (PT-SP) assumiu o posto após a saída do então relator-geral, Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA), que era suplente e perdeu o mandato na Câmara. Os sub-relatores reclamavam que não haviam sido informados dessa sucessão.
Câmara - Participação Popular - Selo internet - mouse
Confira as sugestões feitas pelos internautas ao projeto no portal e-Democracia.
No dia 25 de abril, no entanto, o impasse foi resolvido após reunião entre os integrantes da cúpula do colegiado. Na ocasião, os parlamentares definiram que os relatórios parciais seriam apresentados no dia 9 de maio e o relatório final, em 8 de agosto. “A comissão está pacificada, pois os relatores parciais e o relator geral concluíram que o momento exige a confluência de esforços para que o País ganhe um código à altura das expectativas do povo”, afirmou o presidente do grupo, deputado Fabio Trad (PMDB-MS).
O novo CPC, já aprovado pelo Senado, tramita na Câmara desde o início de 2011 e busca reduzir o formalismo processual e o número de recursos judiciais, além de incentivar o uso da mediação como solução de conflitos.
A reunião será realizada no Plenário 11, às 14 horas.
Da Redação/MO

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara de Notícias'
Postar um comentário