12.19.2012

27/11/2012

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ


Sessão: 326.2.54.O Hora: 20:26 Fase: OD
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁ, PTB-SP Data: 27/11/2012

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sra. Presidente, na verdade, gostaria da atenção de todos os Srs. Parlamentares, porque estamos chegando perto do final do período legislativo, e não está sendo pautada a matéria extremamente importante, que é aquela que altera o fator previdenciário. Particularmente, não tenho nada contra o projeto, que foi defendido pela Deputada Fátima Pelaes e agora pelo Deputado Evandro Milhomen, sobre a criação das três Varas Federais no Amapá.   Na verdade, queremos garantir a votação de um projeto que altera esse maldito fator previdenciário, porque o trabalhador perde cerca de 40% pelo resto da vida, depois de haver trabalhado por 35 anos, se for homem; se for mulher, em razão da expectativa de vida maior, o prejuízo é maior, chegando a 50%. Essa é a razão pela qual quero garantir a votação do projeto do fator previdenciário. Se houver garantia de que o projeto do fator previdenciário virá à pauta, logicamente poderia concordar com a votação do projeto da criação das Varas no Amapá.  Sra. Presidente, como é o único projeto da pauta nesta noite e enseja a oportunidade de podermos fazer um pleito, uma exigência, uma obstrução para garantir a questão do fator previdenciário, eu mantenho o requerimento de retirada de pauta.
A SRA. PRESIDENTA (Rose de Freitas) - Eu gostaria, Deputado Lincoln, antes de V.Exa. falar, de esclarecer que se encontra na Internet, no gabinete de V.Exas., mandada por e-mail, a pauta. Todos sabem que o fator previdenciário está na pauta.  Nós construímos hoje uma votação, em face dos fatos que foram gravemente debatidos, com estado de ânimo bem alterado. Nós construímos uma discussão sóbria para, inclusive, fazer justiça a essa luta tão grande da Deputada Fátima Pelaes. Conseguimos chegar até aqui com acordo entre todos os Srs. Deputados. Então, gostaria de dizer que esse passo à frente, passo atrás impede que produzamos melhor. Eu acho que não tem que existir dúvida. Eu acho que temos que nos sentar à mesa e dizer: "É o fator previdenciário a próxima votação?" Pautamos a matéria, construímos a saída e vamos votar. Agora, desconstruir o que construímos numa harmonia muito importante para a Casa é ruim para o Parlamentar, desestimulante para o Plenário.  Não sei se V.Exa. tem conhecimento da pauta. A pauta toda está lá. Está o fator previdenciário, todas as alterações.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Já estava, semana passada, na pauta e acabou não sendo pautado. E lembro, Deputado Pauderney, que o acordo da tarde foi para votar a Medida Provisória nº 583, relativa à defesa da questão do Nordeste.
Postar um comentário