12.19.2012

27/11/2012

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ


Sessão: 325.2.54.O Hora: 17:08 Fase: GE
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁ, PTB-SP Data: 27/11/2012

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, eu queria registrar, com satisfação, a realização do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 em São Paulo e cumprimentar Tamas Rohonyi, através da INTERPRO, seu organizador. Trata-se de evento extremamente importante, responsável por grande movimentação para a cidade de São Paulo. Extremamente importante!  Eu, tanto em 1993, como Secretário de Esportes, e em 2000, como Secretário de Governo, tive oportunidade de prorrogar os contratos de realização desses eventos. Estamos à disposição para continuar trabalhando por essa questão, que é fundamental.  Quero também lembrar que já apresentamos um projeto de decreto legislativo para revogar uma norma do Ministério das Comunicações que está interferindo na liberdade das rádios comunitárias. Não pode uma norma sobrepor-se à lei e determinar imposições às rádios comunitárias. Teremos um grande congresso em Belo Horizonte no próximo dia 9, onde denunciaremos essa questão.  Sr. Presidente, queremos votar de qualquer maneira a alteração do fator previdenciário. É uma vergonha que a gente continue reclamando a votação da alteração do fator previdenciário, sabendo, sem dúvida nenhuma, que há mais de 1 milhão de pessoas prontas para dar entrada na aposentadoria, e não o fazem porque teriam um prejuízo muito grande, perdendo cerca de 40%, em média, depois de terem trabalhado 35 anos, se trabalhador homem; e, se mulher, o prejuízo poderá chegar a quase 50%. Isso não pode continuar acontecendo; não é ganho para ninguém. Quem quer que continue como está é a previdência privada. Aliás, um caderno do Estadão, na última sexta-feira, diz que a previdência privada cresce sem abalos. A quem eles atendem? Atendem a cerca de 11 milhões de pessoas. A Previdência Social pública atende a mais de 30 milhões de pessoas. Portanto, não aceitamos essa história, e já dissemos aqui e reiteramos a denúncia de que o Tesouro está sonegando recursos da Previdência Social. Na desoneração da folha, ficou acertado que fariam isso, e até agora não repassaram cerca de 10 milhões só deste ano.   Portanto, queremos votar a alteração do fator previdenciário. Esperamos que esta Casa cumpra com a sua obrigação. (O microfone é desligado.)
Postar um comentário