3.13.2013

13/03/2013Alckmin defende acordo para unificar ICMS em quatro anos


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), defendeu há pouco a retomada do acordo em torno da proposta inicial de redução e unificação das alíquotas do ICMS, de 12% e 7%, como é hoje, para 4% em quatro anos.
Apesar de ter negociado a proposta com os estados, o governo federal enviou projeto à Câmara prevendo uma convergência mais lenta, com alíquota de 4% em 12 anos. “Doze anos é demais. Se for gradual, será possível fazer o entendimento”, declarou, antes do início da reunião dos governadores e líderes partidários com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e do Senado, Renan Calheiros. No encontro, será discutida uma pauta legislativa que mude as estruturas do pacto federativo.

Alckmin elogiou outra proposta que será tema da reunião que é a mudança no indexador das dívidas de estados e municípios com a União – passa do Índice Geral de Preços (IGP-DI) para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA). Na prática, estima-se que os juros dessas dívidas cairiam pela metade.

A reunião com os governadores ocorre no Salão Negro do Congresso.

Reportagem - Rodrigo Bittar
Edição - Daniella Cronemberger

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'
Postar um comentário