8.22.2013

21/08/2013

21/08/2013 - 18h22

Acordo pode adiar votação de MP sobre portos secos para terça-feira

O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), propôs um acordo para adiar para a próxima terça-feira (27) a votação da MP 613/12, que originalmente concede desonerações tributárias aos produtores de etanol e à indústria química e petroquímica. Vários partidos da base declararam obstrução à matéria. "Assim, teremos de quinta a segunda para resolver junto ao governo e saber se é possível alguma alteração da proposta", disse Chinaglia.
Um dos pontos polêmicos do texto é a inclusão de dispositivos da MP 612/13, que trata dos portos secos, centros de armazenagem e logística usados por importadores e exportadores.
O acordo será possível se os partidos se comprometerem a não obstruir a votação. O governo já sinalizou que pretende votar a MP original, que desonera o setor alcooleiro, com algumas emendas, deixando os portos secos para depois.
Continue acompanhando a cobertura desta sessão.
Postar um comentário