10.15.2013

15/10/2013 Magistério é pouco valorizado no Brasil

15/10/2013 14:58 - Duração: 00:01:15

Magistério é pouco valorizado no Brasil

Ser professor é mais do que ensinar em sala. É levar trabalho para casa. Afinal, há muitas provas para corrigir e aulas para preparar.

No Brasil, a carreira não parece das mais valorizadas. Um estudo da Fundação Varkey Gems, sediada nos Emirados Árabes, mostra que o País é um dos que menos respeita os seus professores. A entidade internacional analisou a forma como o docente é valorizado em 21 países. No ranking de status do professor, o Brasil está em penúltimo lugar, na frente apenas de Israel.

O levantamento também mostrou que o Brasil está entre os países que menos incentivam os menores a seguirem no magistério. O salário é certamente um dos motivos de pouco interesse na área.

Para melhorar a situação, em 2008 foi aprovada no Congresso a lei que cria o piso salarial para professores em todo o país. Alguns estados foram à Justiça para não pagar o valor. Alegavam não ter dinheiro.

Hoje o Minsitério da Educação não tem um levantamento sobre o cumprimento do piso pelos municípios. Mas reconhece que uma das dificuldades em cumprir o pagamento é que os reajustes anuais previstos na lei não acompanham a arrecadação local.
Postar um comentário