2.21.2014

19/02/2014 Arnaldo Cobra Fim do Fator

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sem redação final
Sessão: 024.4.54.OHora: 19:16Fase: BC
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁData: 19/02/2014


O SR. PRESIDENTE (Simão Sessim) - Com a palavra o Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, eu quero deixar aqui registrado uma matéria, uma reportagem feita pelo repórter Vinícius Sassine, em O Globo, demonstrando que, no ano de 2013, do orçamento voltado para os idosos não foi aplicado nenhum recurso. É lamentável que a gente consiga aprovar o orçamento destinado ao tratamento dos idosos, destinado ao Centro de Convivência dos Idosos, e o Governo não o realize.
As pessoas que chegam a essa faixa de idade precisam de um atendimento especial. E o atendimento que têm é de lhe virarem as costas, como, aliás, esta Casa faz em relação à questão do fator previdenciário. Temos que votar esse maldito fator previdenciário, para alterá-lo. Esta Casa parece que não está preocupada com isso. Há também a questão da recuperação das perdas de aposentados e pensionistas. Aguardamos com ansiedade que o Supremo Tribunal Federal decida a questão da desaposentação. As pessoas de idade merecem respeito e consideração desta Casa, e o Governo deverá fazê-lo. Não se pode admitir que o Orçamento votado por esta Casa, destinando recursos à área, não seja implementado, não seja aplicado. Portanto, que esta Casa tenha, acima de tudo, um pouco mais de responsabilidade. Acho que vários Parlamentares devem ter pai e mãee não devem ser filhos de chocadeira, por isso, têm que cobrar desta Casa uma posição o mais rápido possível no que diz respeito às pessoas da terceira idade, aposentados, pensionistas, idosos de maneira geral.
O SR. PRESIDENTE (Simão Sessim) - Obrigado.
Postar um comentário