2.27.2014

26/02/2014 Fator Previdenciário - incansável cobrança de Arnaldo Faria de Sá

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sem supervisão
Sessão: 031.4.54.OHora: 12:22Fase: BC
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁData: 26/02/2014


O SR. PRESIDENTE (Henrique Eduardo Alves) - Informo aos Srs. Deputados que iremos continuar com o painel aberto até alcançarmos o quórum, sem interrupção. Então, vamos continuar aguardando a chegada do quórum a qualquer momento.
Tem V.Exa. a palavra.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, eu queria deixar registrada aqui a necessidade de que consigamos desobstruir a pauta, acabar com a decisão do Marco Civil da Internet, que está segurando qualquer votação desde outubro do ano passado e também as medidas provisórias, para podermos votar as matérias de interesse de aposentados e pensionistas que reclamam alguma posição desta Casa, mudar essa maldito fator previdenciário e tentar lutar para a recomposição das perdas de aposentados e pensionistas. Sem dúvida alguma, uma matéria extremamente importante.  Muitos aposentados e pensionistas, mais de 30 milhões, acabam aguardando com ansiedade alguma decisão desta Casa. Tenho certeza de que todos os Parlamentares têm pai e mãe e por isso devem ter essa preocupação e não tratá-los aqui como se fossem verdadeiros filhos de chocadeiras, que não resolvem a questão de aposentados e pensionistas. Essa é a nossa preocupação. Que possamos votar essas matérias e, logo depois do Carnaval, vamos voltar aqui a reclamar a votação da alteração do fator previdenciário, que é uma verdadeira excrecência desta Casa ter sua responsabilidade.
Durante o discurso do Sr. Arnaldo Faria de Sá, o Sr. Henrique Eduardo AlvesPresidente, deixa a cadeira da Presidência, que é ocupada pelo Sr. Alexandre Santos,nos termos do § 2º do art. 18 do Regimento Interno.
Postar um comentário