4.24.2014

23/04/2014 Discurso de Arnaldo Faria de Sá

https://www.camara.gov.br/internet/library/imagens/BrasaoRepublica.gif
CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ
Sem supervisão
Sessão: 101.4.54.O
Hora: 15h58
Fase: BC
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁ
Data: 23/04/2014


O SR. PRESIDENTE (José Airton) – Passo a palavra, por 1 minuto, ao Deputado Arnaldo Faria de Sá.
O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (PTB-SP. Sem revisão do orador.) – Obrigado e um abraço, Sr. Presidente. Quero agradecer a oportunidade de ter a concessão da palavra e dizer que nós estamos cobrando desta Casa, já que a pauta está destravada, a votação do projeto que trata da mudança do fator previdenciário, uma grande preocupação de todos os trabalhadores brasileiros. Já que estamos perto do dia 1º de maio, espero que, nesse dia, as centrais possam exigir a votação desse projeto, como também a do Projeto de Lei nº 4.434, de 2008, que trata da recuperação das perdas de aposentados e pensionistas, porque estão todos caindo na vala comum de um salário mínimo. Esta Casa deve ter culpa, não é apenas do Executivo. Parece ter muito filho de chocadeira aqui, que não tem pai nem mãe. A gente precisa cobrar isso do Governo, cobrar da Presidência da Casa, para colocar essa matéria em votação o mais rapidamente possível. Quero também aproveitar, Sr. Presidente, para cumprimentar toda a classe contabilista, pois, no próximo dia 25,comemora-se o Dia Nacional do Contabilista. Cumprimento os SESCONs, sindicatos dos contabilistas, as Federações dos Contabilistas, o Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo e todas as entidades que defendem os contabilistas. Registro com satisfação essa data.  (O microfone é desligado.

O SR. PRESIDENTE (José Airton) - Obrigado.
Postar um comentário