6.04.2014

03/06/2014 Arnaldo Faria de Sá Defende Setor da Panificação

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sem supervisão
Sessão: 167.4.54.OFase: OD
Orador: ARNALDO FARIA DE SÁData: 03/06/2014

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, permita-me um registro breve durante o momento de votação. Eu queria agravar Paulo Roberto Costa, que disse que o caso da Usina Abreu e Lima foi conta de padeiro. Ele não sabe fazer conta de padeiro não. Se ele soubesse fazer, ele iria ver que o padeiro abre a padaria bem cedo e fecha bem tarde, administra muito bem os seus negócios e não faz como ele, levando a PETROBRAS à bancarrota. Portanto, quero repudiar as declarações do Sr. Paulo Roberto Costa, que disse que os problemas aconteceram por causa de conta de padeiro. 
O SR. EDSON SILVA - Sr. Presidente,... 

 O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ - Padeiro sabe fazer conta muito bem feita. E, certamente, se ele tivesse aprendido com o padeiro, não faria as burradas que fez como Diretor Internacional e Diretor de Operações da PETROBRAS. Lamentavelmente, a conta dele era conta de doleiro. E, certamente, essas contas prejudicaram muito a nossa grande empresa PETROBRAS.  Mas não posso admitir isso em hipótese nenhuma. Neste momento, eu que tenho grande relação com os sindicatos de panificadores de São Paulo, do ABC e do interior de São Paulo, estou, aqui, atendendo a um reclamo de todos eles, desafiando o Sr. Paulo Roberto Costa a mostrar qualquer conta de padeiro que tenha os achincalhes, os roubos e a safadeza que ele fez. Padeiro é honesto e vende o pão nosso de cada dia. Ele quis vender a  PETROBRAS. 
Postar um comentário