7.21.2014

21/07/2014 CPMI da Petrobras se reúne na quarta para ouvir secretário do TCU

21/07/2014 - 09h47

CPMI da Petrobras se reúne na quarta para ouvir secretário do TCU

Presidente das duas comissões parlamentares de inquérito que investigam denúncias de irregularidades na Petrobras, o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) informou que os trabalhos investigativos vão prosseguir no período em que não houver sessões deliberativas no Congresso Nacional (18 a 31 de julho).
A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras tem reunião prevista para esta quarta-feira (23), a partir de 14h30. Deputados e senadores vão ouvir o secretário de Controle Externo da Administração Indireta do Tribunal de Contas da União (TCU), Osvaldo Vicente Cardoso Perrout.
Vital do Rêgo disse que a decisão de não interromper os trabalhos das duas CPIs foi tomada por seus integrantes, como uma resposta ao desejo da sociedade de ver as denúncias apuradas. “Os companheiros entenderam que deveriam manifestar ao País o desejo de investigar profundamente as questões que nos são apresentadas e que são de nossa responsabilidade”, disse Vital do Rêgo.
A reunião será realizada no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado.
Auditorias do TCU
Empreendimentos da Petrobras, como a construção da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, estão em análise pelo TCU. Em agosto do ano passado, o tribunal divulgou ter constatado nas obras dessa refinaria “indícios de irregularidades, como projeto básico deficiente ou desatualizado, inadequação das providências adotadas para sanar interferências que possam provocar o atraso da obra e obstrução ao livre exercício da fiscalização”.
A Petrobras respondeu que está em entendimento com o TCU para demostrar que não há sobrepreço nem superfaturamento nas obras, mas sim divergências metodológicas.
CPI do Senado
Não há ainda reunião prevista para a semana que vem da CPI do Senado que apura irregularidades na Petrobras. O relator da comissão parlamentar, senador José Pimentel (PT-CE), disse, porém, que esse período será destinado à análise de documentos e depoimentos.
Da Redação - JJ
Com informações da Agência Senado

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'
Postar um comentário