10.14.2014

NOTICIAS

09/10/2014 - 15h10

Atual diretor de Abastecimento da Petrobras é o próximo convocado da CPMI

O diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, é o próximo convocado para falar aos membros da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga irregularidades na estatal. O encontro será às 14h30, do próximo dia 22, no Senado. Não há nenhuma reunião do colegiado programada para a semana que vem.
Consenza substituiu Paulo Roberto Costa, que saiu da Petrobras em abril de 2012. Costa foi preso na Operação Lava Jato da Polícia Federal (PF) por suspeitas de superfaturamento e lavagem de dinheiro na estatal. Após acordo de delação premiada, o ex-diretor passou a cumprir pena domiciliar.
Havia dois requerimentos chamando Cosenza, um de convite, feito pelo deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), e outro de convocação, do deputado Rubens Bueno (PPS-PR). Como foi convocado, o atual diretor de Abastecimento da Petrobras terá de ir à CPMI.
Bueno cita matérias da imprensa para justificar a convocação. Segundo uma delas, Costa teria continuado o esquema de corrupção na Petrobras por intermédio de Cosenza. Já outra reportagem fala de uma conversa do doleiro Alberto Youssef com o deputado Luiz Argôlo (SD-BA) para agendar uma audiência entre Cosenza e o Youssef. “Convocá-lo [o atual direitor] a prestar os devidos esclarecimentos à comissão ajudará a elucidar dúvidas”, disse Bueno.
No requerimento de convite, Carlos Sampaio quer esclarecer uma carta enviada por Costa à presidente da Petrobras, Graça Foster, propondo uma parceria da estatal com uma empresa para construir pequenas refinarias em quatro estados. A carta, feita depois da saída de Costa, foi encaminhada a Cosenza. Conforme a Petrobras, porém, o negócio não foi para frente.
Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'
Postar um comentário