2.24.2016

03/02/2016 CONTRA AUMENTO DE IMPOSTOS E ALIQUOTAS

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 003.2.55.OHora: 20h30Fase: OD
 Data: 03/02/2016

O SR. ARNALDO FARIA DE SÁ (Bloco/PTB-SP. Pela ordem. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, pelo PTB, eu quero votar "sim", porque eu entendo que é necessário que se admita que a Receita, desde 1995, portanto há mais de 20 anos, não corrige o valor dos imóveis. Ao não corrigir, ela acaba dando margem à compra paralela. Passa por menos, passa por fora, justamente para poder fugir disso. Essa é a grande verdade. Essa falta de correção estimula as pessoas a fazer um negócio paralelo.
Vamos acabar com essa história de mascarar. Vamos buscar a realidade. Vamos corrigir o imóvel e vender com aquele efetivo ganho de capital.
Portanto, Sr. Presidente, para que aqueles que querem uma transação correta, honesta, tranquila, sem questão, vamos permitir a correção do imóvel. Não corrigir o imóvel é forçar a questão das vendas paralelas. Para acabar de uma vez por todas com essa situação, vamos votar "sim" para a correção do imóvel, que desde 1995 está congelada. Os impostos não estão congelados. Por que congelar isso aqui?
Voto "sim".
Postar um comentário